quinta-feira, 19 de abril de 2012

Algumas ilustrações do meu livro "Tempo história e nanquim.

Não coloquei aúdio, pois espero que sendo mudo, produza maiores reflexões.

As ilustrações foram todas feitas por mim, algumas são inéditas.

video
O livro citado no titulo foi escrito entre 1990 e finalizado em 1993, sendo lançado durante a Semana Cultural Antonio Agú em 1995.  É o primeiro volume, o segundo está quase pronto.
Ao escrever o trabalho o objetivo específico foi o não só de resgatar a história local, mas como também da Igreja Matriz de Santo Antonio - Osasco, que possue uma história muito interessante, que inicia-se com a vontade de Agú de deixar para a então Vila Osasco, um terreno para a construção de uma igreja.  Sua neta Giusephina Vianco, concretizou a vontade e doou terras.  As obras tiveram início em 1919, mas só seria inauguradas em 1931, sendo por sua vez demolida em 1963.
As ilustrações são baseadas através da observação de centenas de fotos. E algumas nunca foram exibidas, e para essa apresentação, usei somente algumas.
Abril de 2012.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Cinco vezes a Rua Antonio Agú.

Cinco fotografias da Rua Antonio Agú, servem como comparativas da evolução urbana de Osasco.
A sequência: 1931, 1939, 1945, 1952 e 1993.  Oportunamente outras sequências serão exibidas. 
 Ao utilizar, citar a fonte, pois esse é um trabalho sério de pesquisa, que pretende fornecer dados para conhecer a história local.






sexta-feira, 6 de abril de 2012

Demolição do cotonifício Beltramo - Osasco

video
O edifício que abrigou o Cotonifício Beltramo em Osasco, foi construído por volta de 1898, ficou desativado entre 1906 á 1923, foi diversas vezes ampliado, chegando a ocupar um quarteirão inteiro da Rua Antonio Agu.  Teve também uma vila operária.  As obras de demolição foram iniciadas em novembro de 1992, para a construção do Osasco Plaza Shoping.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Alguns anúncios comerciais de Osasco


Alguns anúncios comerciais de Osasco.
Foram publicados no jornal O DISTRICTO no no de 1919, sendo direcionado á população de Osasco, é o primeiro do recém criado distrito.
Possuo alguns exemplares, mas não a coleção completa.
Esse jornal retratava o movimento político, social e religioso, e foi atravéss dele que descobri as origens da igreja matriz de Santo Antonio de Osasco, pois o jornal relatou passo á passo.

Essa sociedade foi constitúida pelo chefe político local, Júlio de Andrade e Silva, que em Osasco tinha como propriedade o Chalé Esther, mas sua residência oficial era na capital.